Clique aqui!
X
Clique aqui e Agende uma Avaliação Gratuita!
Telefone
Whatsapp

Author - Patrick Cardoso

É necessário extrair os sisos?

Os terceiros molares, popularmente conhecidos como sisos, são os últimos dentes da arcada dentária. Uma curiosidade destes dentes é referente ao seu nascimento, que ocorre de forma tardia, por volta dos 18 anos de idade. 

Quando isto ocorre, há grandes chances de não haver mais espaço físico disponível para a alocação destes novos dentes, que totalizam 4, um em cada extremidade da boca. 

Com isso, quando há falta de espaço, os sisos acabam nascendo de forma desorganizada, ficando mal posicionados, tortos ou deitados, ou, até mesmo, não saindo da gengiva ou saindo parcialmente. Nesses casos, a remoção destes molares se faz necessária. 

A dor é o primeiro sintoma da combinação entre o nascimento do siso e a falta de espaço. Este sintoma pode ser passageiro, podendo passar temporariamente, o que leva o paciente a adiar a ida ao dentista. Esta é uma prática não recomendada uma vez que manter os sisos, nestes casos, pode ser prejudicial para a saúde bucal já que gera diversos problemas, como por exemplo:

Apinhamento dos outros dentes

A falta de espaço faz com que os sisos tentem forçar a abertura de espaços para que, assim, possam nascer. Por isso, o nascimento destes molares acabar movendo os demais dentes, podendo estes girar e, consequentemente, ficarem tortos.

Risco maior de gengivite e cáries

Por estarem no final da arcada dentária, os sisos possuem uma higienização um pouco mais complicada pois é mais difícil chegar com a escova até lá. Dessa forma, estes dentes tendem a ficar sujos, o que pode resultar em inflamações na gengiva e também cáries.

Inflamação na região

Outra consequência do ponto citado acima seria a proliferação de bactérias na região que podem resultar em uma inflamação conhecida como pericoronarite. Esta inflamação, por sua vez, pode vir a causar dor intensa, edema e, até mesmo, limitar a abertura bucal. 

Calcificação à longo prazo

Um outro problema que os sisos podem causar é quanto a sua calcificação, que ocorre a longo prazo. A calcificação nada mais é do que a fusão entre a raiz e o dente do osso, o que torna ambas as estruturas ainda mais unidas. Durante a remoção do siso, essa união é quebrada, mas, quando estas estão calcificadas, a remoção se torna mais complicada e demorada. 

Conclusão

Se os seus sisos nasceram e estão incomodando, a ida em um dentista de confiança se faz necessária para evitar dor e, principalmente, problemas futuros. O procedimento de extração de siso é rápido, dependendo da situação em que o dente se encontra, onde uma anestesia local é aplicada. 

Read more...